Palavra chave:
 
CPF/Matrícula:
 
Cédula:
Senha:
 
  Esqueci minha senha
Quero criar uma senha

Cadastre aqui o seu e-mail e receba novidades, promoções e informações em geral!

 
NOTÍCIAS
         
Concerto da Orquestra reúne 3,2 mil pessoas no Anhembi
Luzes, platéia lotada, músicos e canção.

 

Foi assim que a Polícia Militar comemorou os 180 anos em um concerto sinfônico realizado pelo Corpo Musical (CMus) da PM com a participação especial da dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó, na noite de quinta-feira (08), no auditório do Anhembi, zona norte de São Paulo. Durante a comemoração, houve diversas atrações, surpresas e uma grande arrecadação de brinquedos para instituições e hospitais que cuidam de crianças carentes e com câncer infantil.

Atendendo à expectativa do público, o Corpo Musical começou o espetáculo "Uma Trilha de Sucesso" com um instrumental misturando jazz com música clássica e fazendo um "mix" com a bossa nova e o rock. A orquestra tocou com a cantora Soraya Moraes, premiada pelo Grammy Latino Gospel, e com o cantor Mário Expedito, que homenagearam a PM cantando músicas que remetem à época em que era conhecida ainda como "Força Pública", no século XIX.

Com um coral de 20 vozes, os policiais cantaram "Pra frente Brasil!" e a música "Se Tu Quiseres Crer". 

O concerto ressuscitou os anos 60 e trouxe ao palco o "cover" do Rei do Rock, Elvis Presley, o soldado Fabiano Custódio, conhecido por "Fabian Presley", policial do CPA-M3, que chegou ao palco de motocicleta. Para não deixar a noite esfriar, os 10 policiais da camerata (grupo de violinos) tocaram para o soldado Eliazar Aguiar cantar a música "Creio em ti", com o arranjo do subtenente Mizael Ferreira da Silva, arranjador e trompetista do Corpo Musical. "Conseguimos aproximar o público e mostrar à sociedade a nossa alma", disse Eliazar.

Ao som do piano e do coral masculino, houve um tributo à Itália e a apresentação das crianças vestidas com a farda da Polícia Militar da banda infantil, de um trabalho social realizado com crianças carentes do Jardim Elba, na zona leste da Capital, pelo subtenente Marcelo Cordeiro. Elas entraram marchando e tocaram como gente grande a "Canção da Polícia Militar", que tem letra de Guilherme de Andrade e música do major Alcides Jacomo Degobbi.

Um minuto de silêncio



"É um orgulho e um privilégio comandar a Polícia Militar, formada por homens e mulheres que dão a própria vida se preciso. Continuem assim, fazendo a diferença", disse o comandante geral Álvaro Camilo Batista ao subir ao palco para receber uma réplica de partitura impressa em metal, do Corpo Musical.

O comandante pediu a todos um minuto de silêncio aos policiais que deram a vida este ano pela população e, principalmente, ao major Sandro Moretti que, com mais de 20 anos na polícia, foi morto enquanto tentava negociar a libertação de três reféns, na zona sul.

O momento mais esperado

Para festejar o aniversário da instituição e fechar o concerto, Chitãozinho e Xororó subiram ao palco para cantar com o Corpo Musical. A entrada da dupla sertaneja fez a platéia delirar. O público colaborou, bateu palmas e pediu bis. 

"Cantar com a orquestra da polícia foi um momento único e muito especial para nós nestes 40 anos de carreira", disse o cantor Chitãozinho.

Nos bastidores...

O show saiu como planejado, tudo ocorreu na hora certa e conforme o previsto. Mas para isso, houve muitos profissionais por trás das cortinas. Mesas de som, jogos de iluminação, filmagem e uma produção com centenas de pessoas foram imprescindíveis para que tudo corresse bem.

O tenente Klébio de Azevedo, maestro-assistente da banda sinfônica e coordenador do concerto, ficou o tempo todo organizando os bastidores da apresentação e admirando o trabalho do CMus. "É uma produção grandiosa que reflete como a Polícia Militar atua em todas as instâncias da sociedade", disse o oficial.

Sobre a arrecadação de brinquedos no evento, a quantidade foi além do que os organizadores imaginaram: mais de 2.100. "O número superou as nossas expectativas", disse orgulhoso o capitão Arthur Alvarez, um dos coordenadores do grupo "Mega Voluntários" - projeto filantrópico que realiza ações sociais e eventos em prol de entidades que combatem o câncer infantil. "Ano passado, só conseguimos 1,7 mil brinquedos e, este ano, vamos atender mais ONG's', concluiu.
Dandara Colins

Fonte: polmil

22/4 - 2º Workshop - Produções & Eventos

22/4 - Anistia, sim!

22/4 - Polícia apreende quase meia tonelada de maconha no

22/4 - HÁ 45 ANOS, ALBERTO MENDES JUNIOR RECEBIA SUA ESPA

22/4 - Estudante é baleado durante competição universitár

22/4 - Vacinação contra a gripe começa nesta terça-feira

 veja mais  
                           
                                                                                         
Política de Privacidade e notas legais - © Copyright 2009 ASSOCIAÇÃO DOS OFICIAIS DA POLÍCIA MILITAR - Todos os direitos reservados Powered by palavraWeb
godaddy statistics